• Início
  • Mapa do Site
  • Contactos

Munícipe

Documentos de Prestação de Contas do Ano de 2016 Aprovados em Reunião de Câmara e da Assembleia Municipal

pacos concelho 2015

 

Foram aprovados, na Reunião de Câmara realizada a 19 de abril de 2017, e em reunião da Assembleia Municipal realizada na mesma data, os documentos de prestação de contas do ano de 2016.

 

Os documentos aprovados nas reuniões dos órgãos executivo e deliberativo do Município contemplam a situação económica da autarquia relativa ao exercício em análise, uma síntese da sua situação financeira, evolução das dívidas a curto, médio e longo prazo nos últimos anos, assim como a proposta fundamentada da aplicação do resultado líquido do exercício, entre outros aspetos.

 

Tendo por base o trabalho desenvolvido, o executivo tem-se empenhado na maximização da receita e minimização da despesa, garantindo o cumprimento da maioria das medidas propostas no Plano de Saneamento Financeiro em curso.

 

Pela análise dos documentos que integram o Relatório de Gestão de 2016, é possível comprovar:

 

- Redução do Endividamento Líquido Municipal em 1.304.213,72€, passando de 4.344.617,92€, em 2015, para 3.040.404,20€, em 2016;

 

- Redução da dívida relativa a empréstimos de médio e longo prazo em 1.648.181,07€;

 

- Redução da dívida total para os 9.027.066,86€;

 

- Execução orçamental da receita de 91,65%, verificando-se 94,76% na receita corrente e 76,63% na receita de capital;

 

- Redução do prazo médio de pagamento a fornecedores para 9 dias (em 2015 era de 14 dias).

 

Da análise às contas de 2016, comprova-se o enorme esforço levado a cabo pelo executivo, no cumprimento dos objetivos traçados e da orientação definida, tendo vindo a ser cumpridos os objetivos estabelecidos, facto demonstrado pelos resultados que garantem o cumprimento do Plano de Saneamento Financeiro, entre outras obrigações, criando bases sólidas para a projeção do concelho de Alcanena, seguindo um conjunto de estratégias de orientação da atividade municipal para os próximos anos, salvaguardando o desenvolvimento concelhio e o posicionamento estratégico de Alcanena na região do Médio Tejo.